O que os pais precisam saber para combater o Coronavírus

Anúncio

O vírus é transmitido pelo contato direto com gotículas respiratórias de uma pessoa infectada (gerada por tosse e espirros) e toque de superfícies contaminadas. O vírus Covid-19 pode sobreviver em superfícies por várias horas, mas desinfetantes simples podem matá-lo.

Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sintomas podem incluir febre, tosse e falta de ar. Em casos mais graves, a infecção pode causar pneumonia ou dificuldades respiratórias. Mais raramente, a doença pode ser fatal.

Esses sintomas são semelhantes aos da gripe (influenza) ou do resfriado comum, que são muito mais frequentes do que Covid-19. É por isso que os testes são necessários para confirmar se alguém tem Covid-19.

É importante lembrar que as principais medidas de prevenção são as mesmas: lavagem frequente das mãos e higiene respiratória (quando tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com um cotovelo flexionado ou um lenço de papel e depois jogue fora o lenço de papel em uma lixeira que tenha tampa). Ainda não existe vacina contra o Covid-19 mas é importante manter suas vacinas e as de suas crianças atualizadas.

Como posso evitar o risco de infecção?

Aqui estão quatro precauções que você e sua família podem tomar para evitar a infecção:

Devo usar uma máscara cirúrgica?

O uso de máscara cirúrgica é recomendado se você tiver sintomas respiratórios (tosse ou espirro) para proteger os outros. Se você não tiver nenhum sintoma, não há necessidade de usar uma máscara.

O uso de máscara cirúrgica apenas não é suficiente para interromper as infecções e deve ser combinado com a lavagem frequente das mãos, cobrindo a boca e o nariz quando espirrar e tossir, e evitando o contato próximo com qualquer pessoa com sintomas de gripe ou resfriado (tosse, espirro, febre).

Covid-19 afeta crianças?

Esse é um vírus novo e ainda não sabemos o suficiente sobre como ele afeta crianças ou mulheres grávidas. Sabemos que é possível que pessoas de qualquer idade sejam infectadas pelo vírus, mas até agora houve relativamente poucos casos de Covid-19 entre crianças. O vírus é fatal em casos raros, até agora principalmente entre pessoas idosas com condições médicas preexistentes.

O que devo fazer se minha criança tiver sintomas de Covid-19?

Procure atendimento médico, mas lembre-se de que os sintomas da Covid-19, como tosse ou febre, podem ser semelhantes aos da gripe ou do resfriado comum – que são muito mais frequentes.

Continue seguindo boas práticas de higiene respiratória e das mãos, como lavar as mãos regularmente, e mantenha as vacinas de suas crianças atualizadas – para que estejam protegidas contra outros vírus e bactérias que causam outras doenças.

Como em outras infecções respiratórias, como a gripe, procure atendimento o quanto antes se você ou sua criança estiver tendo sintomas e tente evitar ir a locais públicos (local de trabalho, escolas, transporte público), para evitar a disseminação para outras pessoas.

Não devo deixar minha criança ir à escola?

Se sua criança estiver com sintomas, procure atendimento médico e siga as instruções do profissional de saúde. Caso contrário, como em outras infecções respiratórias, como a gripe, mantenha sua criança repousando em casa enquanto estiver sintomático e evite ir a locais públicos, para evitar a disseminação para outras pessoas.

Se sua criança não apresentar sintomas como febre ou tosse – e a menos que um aviso de saúde pública ou outro aviso relevante ou conselho oficial tenha sido emitido afetando a escola de sua criança –, é importante mantê-la na sala de aula.

Em vez de manter as crianças fora da escola, ensine-lhes boas práticas de higiene respiratória e das mãos, na escola e em outros lugares, como lavar frequentemente as mãos (veja abaixo); quando tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com um cotovelo flexionado ou lenço de papel – que deve ser descartado em seguida em uma lixeira com tampa –; não tocar os olhos, a boca ou o nariz sem ter lavado as mãos adequadamente.

Qual é a melhor maneira de lavar as mãos corretamente?

  • Passo 1: Molhe as mãos e os pulsos com água corrente
  • Passo 2: Aplique sabão suficiente para cobrir as mãos e os pulsos molhados
  • Passo 3: Esfregue todas as superfícies, incluindo as costas das mãos, entre os dedos e as unhas, por pelo menos 20 segundos
  • Passo 4: Enxágue abundantemente com água corrente
  • Passo 5: Seque as mãos com um pano limpo ou toalha de uso único individual

Lave as mãos frequentemente, principalmente antes de comer; depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar; e depois de ter ido ao banheiro.

Se água e sabão não estiverem prontamente disponíveis, use um desinfetante para as mãos à base de álcool com pelo menos 70% de álcool.

As mulheres grávidas podem transmitir o coronavírus para os bebês?

No momento, não há evidências suficientes para determinar se o vírus é transmitido da mãe para o bebê durante a gravidez ou o impacto potencial que isso pode ter no bebê. Isso ainda está sendo investigado. As mulheres grávidas devem continuar a seguir as precauções apropriadas para se proteger da exposição ao vírus e procurar atendimento médico o quanto antes se tiverem sintomas como febre, tosse ou dificuldade em respirar.

É seguro para uma mãe amamentar se estiver infectada com coronavírus?

Todas as mães nas áreas afetadas e em risco que apresentarem sintomas de febre, tosse ou dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico o quanto antes e seguir as instruções de um profissional de saúde.

Considerando os benefícios da amamentação e o papel insignificante do leite materno na transmissão de outros vírus respiratórios, a mãe pode continuar amamentando, aplicando todas as precauções necessárias.

Para mães sintomáticas suficientemente bem para amamentar, isso inclui usar uma máscara quando estiver perto de uma criança (inclusive durante a amamentação), lavar as mãos antes e depois do contato com a criança (incluindo a amamentação) e limpar/desinfetar superfícies contaminadas – como deve ser feito em todos casos em que qualquer pessoa com Covid-19 confirmado ou suspeito interaja com outras pessoas, incluindo crianças.

Se a mãe estiver muito doente, ela deve ser incentivada a ordenhar o leite para que outro cuidador o ofereça à criança por meio de um copo e/ou colher limpos.

O que o UNICEF está fazendo para ajudar?

A resposta atual do UNICEF concentra-se em apoiar o governo da China e os países da região do Leste da Ásia e do Pacífico em geral, onde a maioria dos casos foi relatada até agora. Desde 29 de janeiro, o UNICEF já transportou toneladas de suprimentos, incluindo roupas, máscaras, óculos e luvas de proteção para uso dos profissionais de saúde. Embarques adicionais estão em andamento e o UNICEF está armazenando antecipadamente os suprimentos em locais-chave.

Dada a natureza imprevisível do vírus e a disseminação contínua, o UNICEF também está em contato com governos, contrapartes da Organização Mundial da Saúde e outros parceiros no desenvolvimento de planos de contingência em outras regiões, especialmente em países com sistemas de saúde mais fracos e capacidade limitada para lidar com grandes surtos de doenças. .

Em 17 de fevereiro, o UNICEF lançou um apelou para arrecadar a US$ 42,3 milhões para aumentar o apoio aos esforços para conter o surto de vírus Covid-19. Os fundos preliminares apoiarão o trabalho do UNICEF para reduzir a transmissão do vírus, inclusive fortalecendo a comunicação de riscos e combatendo as informações erradas, para que crianças, mulheres grávidas e suas famílias saibam como impedir a propagação do Covid-19 e onde procurar assistência.

Fonte: Nações Unidas


Para mais informações sobre o coronavírus, acesse o site da Opas/OMS e o do Ministério da Saúde.

Anúncio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui